Deve ser legal ser negão no Senegal

Publié le par alinemariane



Ah, é, esqueci! Eu nao sou negra...

Eu mesma, nao sei de que cor eu sou. Sou brasileira, de bisavo negra, avo loiro de olhos verdes, sou o que diriam "morena". No Brasil, nunca fui taxada de nada, o que quer dizer que para os demais brasileiros eu sou branca. Segundo as estatisticas, também sou branca: boas escolas, boa faculdade, bons empregos, privilegios reservados aos brancos.

Dois meses e meio na Africa e me pego levando sustos quando olho minhas maos quando cumprimento alguém, quando olho os meus braços carregando a bebê, minhas pernas do lado de alguém no ônibus. Nossa, como eu sou diferente!

Mas sou so eu mesma que esqueço que sou diferente. Os senegaleses nao esquecem. Impossivel andar na rua sem escutar "toubab!", "bonjour, toubab", "ça va, toubab?". Os vendedores me vêm como uma mina de dinheiro e tentam me vender o que aparece pela frente, de roupas, colares a cofres e cabras. O farmacêutico quer me atender antes, mesmo que haja uma fila imensa. O taxi é sempre três vezes mais caro, ainda bem que aprendi a negociar. Garrafa d'agua, banana, amendoim também sao mais caros pra mim. Tenho que me esconder enquanto minha amiga compra peixe, porque senao ela também paga mais caro.

Doi o coraçao quando as pequenas vizinhas estao se divertindo com o meu cabelo (que é ainda mais diferente que os cabelos das bonecas) e uma garotinha me olha e diz: "Queria ser como você, ter a sua cor". E eu que queria ter a pele dela...

Fico pensando se essa também nao é uma forma de racismo. Nao, nao estou falando que estou sendo vitima de racismo, de jeito nenhum! Mas essa mania dos africanos em pensarem que os brancos sao necessariamente mais ricos, melhores, mais bonitos. Foram os brancos que criaram isso e reforçam a cada dia!

No Brasil também é assim. So como exemplo, finalizo com essa historia que aconteceu do lado do apê do meu pai, em Osasco: um negro espancado por serguranças que pensaram que ele roubava o proprio carro. No Brasil, negro nao pode ter dinheiro. Na Africa, branco nao pode nao ter dinheiro.

Publié dans em português

Commenter cet article

Mary 28/08/2009 16:19

Aline,Que texto liiiiiindo! Me emocionei.

luci 28/08/2009 13:39

é impressionante, não? conheci uma menina que disse uma vez (não pra mim) que a beleza dela a incomodava em certas ocasiões, porque as meninas se distanciavam dela (inveja, sei la) e os caras soh enxergavam essa qualidade dela. entendo o incômodo de vocês, mas nesse mundo, onde as pessoas são julgadas pela aparência, o negocio é mesmo ser bonito (branco, alto, cheio de curvas etc). :/

Amanda 28/08/2009 13:20

Ser diferente é sempre dificil. Viajando pode ser um problema tbm, pq as pessoas sempre pensam que vc é rico, mesmo que não tenha onde cair morto. Mas vê se não é a mesma coisa com um europeu no Brasil? Pode ser super pobre, mas os brasileiros vão sempre pensar que o "gringo é cheio da grana". Meu namorado ja passou umas situações dessas. E alias, nos que moramos fora tbm nos enquadramos nessa categoria 'dor ricos' na visão tupiniquim.