Breve notícia da Costa do Marfim e triste (e previsível) notícia do Níger

Publié le par alinemariane

Costa do Marfim
cote_ivoire_drapeau.JPGO primeiro ministro da Costa do Marfim, Guillaume Soro, braço direito e unico nao destituido pelo presidente Laurent Gbagbo prometeu reconstruir o governo nas proximas 48h, na capital Yamoussoukro.

Enquanto isso, em Abidjan, o Loic aproveita os poucos momentos com energia eletrica pra me mandar e-mails dizendo que as manifestaçoes por la se parecem com as  greves em Paris: a oposiçao se esforçando pra ganhar simpatia da populaçao em geral, que nem liga. Ja eu acho que se parecem mais com as manifestaçoes do outro lado do Atlântico, com ônibus queimados e fogo em pneus.

Ah, no futebol, o francês Jean-Marc Guillou é o mais cotado para ser o novo técnico dos elefantes. Ai, que medo, a gente sabe bem o quanto esses franceses nao nos dao sorte...

Niger
(em português, ha um acento agudo no "i", mas além do meu teclado azerty nao ter, o OverBlog so aceita os codigos no titulo)
niger.jpg
Se a Costa do Marfim é o pais mais problematico da Africa francofônica, o Niger é o mais pobre. O pais esta em ultimo em qualquer indice de desenvolvimento: IDH, escolarizaçao, acesso à saude. Tem uma geografia dificil: no meio da regiao desértica, sem acesso ao mar, banhado pelo importante rio Niger. Uma curiosidade: o nome da capital, Niamey, vem de niame, que nada mais é que a nossa conhecida (e otima, hmmm) inhame.

O Niger também acaba de sofrer mais um golpe de estado. O presidente-sorridente Mamadou Tandja esta no poder desde 1999 e ano passado um referendum controverso o garantiu pelo menos mais três anos no poder, com possibilidade de reeleiçoes eternas. Claro que alguns nao gostaram disso e ontem resolveram se rebelar: raptaram o presidente, suspenderam a constituiçao e todas as instituiçoes. Os responsaveis pelo golpe sao na maioria militares, formados no exterior, que perceberam que a situaçao do pais nao era la muito democratica... Enfim, mais uma crise ja prevista...

Houve algumas mortes de soldados em Niamey, mas a crise politica nao chegou à populaçao, que segue sua rotina. Encontrei um grande amigo nigerense que mora em Toulouse no chat do Gmail ha pouco e ele me disse que, pra sua familia, esta tudo esta normal, comércio aberto e pessoas na rua, so evitam o bairro presidencial que esta tomado pelos militares. Nao é o que parece. Por aqui, a noticia é de que o pais esta o caos, praticamente uma guerra civil; o governo francês aconselha que os franceses moradores de Niamey nao saiam de casa, a AirFrance cancelou os voos para o pais, sem previsao de retomada. Foi noticia até no Brasil, FSP, Estadao e mais, como a Helena falou no comentario!

A França tem um grande interesse no pais, e nao é por caridade. O Niger é o terceiro produtor de urânio, com um potencial ainda maior, e exporta a maioria para a França alimentar suas usinas nucleares. Ha também o carvao mineral, exportado nas mesmas condiçoes. Enquanto isso, o pais tem cortes de energia ainda mais sérios que o Senegal ou a Costa do Marfim. O Fabio Zanini, da FSP e do otimo blog Pé na Africa, diz que ha duas coisas em comum por toda Africa: taxis velhos e presidentes que querem ficar eternamente no poder. Acho que podemos acrescentar falta de energia elétrica também, nao?!

Voltando à França: por aqui, todo esse alvoroço é por medo que o Niger se torne mais uma Guiné, ex-colônia tomada pelos militares ano passado e que se tornou rapidinho o caos e o paraiso para os traficantes de drogas e que so agora a ONU começa a intervir (houve um massacre de mais de 150 pessoas num estadio em Conakry em setembro). Mesmo os EUA estao de orelha em pé, ja que ha simpatizantes da Al-Quaeda no pais mais de 98% muçulmano e  vizinho de parede da perigosa Nigeria.

Bem, so posso torcer para os franceses sejam razoaveis e nao exagerem no trato com a politica caotica de suas ex-colônias. O mesmo vale para o tal novo técnico, porque o futebol marfinense merece um bom segundo lugar.

Publié dans em português

Commenter cet article

Daíza 19/02/2010 21:05


Olá! "Roubei" um post do seu blog e publiquei no blog "sem ralo"  ( http://semralo.blogspot.com/ ). Se você não concorda, é só deixar um
recado que tiro. Abraço.