A dona de casa que minha mãe gostaria que eu fosse

Publié le par alinemariane

marge.jpgMinha mae faz parte de uma geraçao intermediaria de brasileiras. Uma boa parte das mulheres com mais ou menos cinquenta anos (inclui algumas tias, minha sogra e as maes de varias amigas) sao o donas de casa ou do lar, que se ocupam exclusivamente do trabalho da sua propria casa. Outra parte das mulheres dessa geraçao têm uma profissao, um emprego e sao, pelo menos em parte, igualmente responsaveis pelo sustento da casa.

Ela faz parte desse segundo grupo, é funcionaria publica, sempre trabalhou. Mas o peso desse primeiro grupo nunca saiu dela e a faz viver num conflito constante. Quer a casa impecavel, limpa, piso brilhando, tudo no lugar certissimo, todas as roupas, mesmos os lençois, têm que ser passados, dobrados, almoço e jantar têm hora (mesmo que ninguém siga)... Uma neura! Nao é à toa que sempre precisou de doméstica...

Depois que sai da casa dos meus pais, fui morar com amigas e meu lado dona de casa, que ja era preguiçoso, passou a ser praticamente inexistente. Nos ultimos anos em SP, minhas panelas se limitavam a uma caneca, uma caçarola e uma frigideira. Detesto esse vinculo de mulher e faxineira.

Acontece que no ultimo mês de novembro eu me casei. Foi bonitinho, até curti, mas confesso que nao teria me casado se nao fosse a melhor soluçao burocratica pra continuar morando com o Loic na França. Ja morava com ele, foi so uma adaptaçao burocratica e um motivo pra encontrar amigos. Bem, isso é o que eu acho, nao o que as pessoas por aqui no Brasil, especialmente minha mae, pensam.

Nesses dias no Brasil, cansei de ouvir "O que você cozinha para seu marido?", "Como você passa as camisas do Loic?", "Como você lava o piso se nao tem ralo nem rodo?", "Como suas roupas secam se chove o tempo todo?", "Você nao tem ninguém (leia-se: empregada) pra te ajudar?!". Cansei de ver as brasileiras chocadas com as minhas respostas, tal como ficavam as senegalesas.

Quem cozinha em casa é o Loic. Eu até arrisco coisas simples, mas tantos pratos ja deram errado que, bem, é ele quem cozinha no dia a dia. Também é ele quem passa as camisas dele - so o colarinho, agora que faz frio e tem que colocar blusa. Raramente passo minhas roupas, como elas saem quentonas da secadora de roupas, dobro esticadinho e esta otimo! So me esmero na limpeza do chao por causa das lesmas, iec, vai que elas babaram por la...

Eu até achava engraçado que os senegaleses estranhassem o nosso modo de vida, quando contava que Loic e eu dividiamos as tarefas da casa. Mais chocados ainda eles ficavam quando o viam fazer café pra mim (eu tinha medo do fogao, hehe). Mas nao esperava uma reaçao tao parecida dos brasileiros.

Sera que eu sou uma sortuda de ter um marido que nao acha que eu tenho obrigaçao de cozinhar pra ele e passar suas camisas? Ou sera que eu é que nao me sinto obrigada a fazer tudo isso, como minha mae (avo, tias, amigas brasileiras e senegalesas) se sentem?

Sinceramente, tenho orgulho de nao ser a dona de casa que minha mae gostaria que eu fosse...

Publié dans em português

Commenter cet article

Amanda 07/01/2010 09:09


Que bom que nossa geraçao esta mudando, né? Eu desde pequena me recusava aprender a fazer qualquer tarefa domestica, mas quando decidi sair de casa me dei mal! Nao sabia fazer NADA e passei até
fome por nao saber cozinhar, mesmo o que comprar pra cozinhar. Dai vi que é importante todo mundo saber fazer um pouco de tudo, pra nao depender dos outros.


Barbara 06/01/2010 16:58


olá! Também visito sempre seu blog e nao lembro se já andei comentando...
aqui em casa a situacao é parecida, as tarefas domesticas sao divididas +ou- por igual. Eu e meu marido fazemos fachina e limpamos a louca (cada vez um, ou juntos) mas quanto a lavar e passar
roupa, sou que quem faz, já que se depender dele nao precisa. Passo as camisas dele bem de qualquer jeito (do jeito que sei), por que senao ele sai com elas todas amarrotadas, mas também só passo
quando vou passar alguma roupa minha...
enfim, eh tudo mais ou menos equilibrado, mas morro de raiva quando alguém me diz _"que bonitinho, ele te ajuda?"_ como assim me ajuda? a casa é só minha??? o trabalho é só meu??? que eu saiba ele
mora aqui também, entao nao eh ele que me ajuda, nem eu que ajudo ele, nos dividimos as tarefas...  nao é assim que tem que ser???


Neide 06/01/2010 15:55


Oi visito sempre o seu blog, nunca escrevi, mas hj me deu vontade! eu  sou da geração de sua mãe! como ela adoro a casa bem arrumada, como ela trabalhei a vida inteira e eduquei meus filhos
so, casei-me  pela segunda vez com um francês, e qta diferença! hj eu divido tudo com ele; alias ele é quem passa a roupa da casa, aspira , lava louça! e as vezes ainda cozinha , e bem!! Sou
muito feliz!!!!



05/01/2010 19:39


Ola! Acho que é a primeira vez que comento por aqui (nao tenho certeza), mas sempre leio o seu blog.

Aqui em casa tb é o maridão que cozinha. Eu so' levanto da cama quando o café esta' na mesa, hehe... Ele também passa as camisas dele, mas como no momento estou em licença maternidade, eu estou
passando. Mas depois a moleza vai acabar. Ah! E' ele também quem vai no supermercado.

Mas nos quesitos faxina, organização da casa e lavação de roupa, dai eu é que me encarrego. Acho que ele nunca passou aspirador na casa.

Mas não precisando cozinhar nem ir no mercado, pra mim, ta' tudo beleza. Bom saber que tem outras sortudas como eu!


luci 05/01/2010 17:23


parece que todas as historias sao iguais...

eu deixei um comentario no blog da lola e uma blogueira viu e fez um post. eu vou mais ou menos repetir o que eu escrevi la, mas da uma olhada no post dela que vai na onda do teu:
http://www.estradaanil.com/2010/01/juntos.html

acho que minha mae nao faz essas perguntas porque sabe que eu vou dar um esporro. mas sabe de quem escuto essas coisas? dos franceses! pois é. mme her, por exemplo, me perguntou uma vez (depois de
ver que eu nao conseguia passar uma camisa): "e quem eh que passa as camisas do seu marido?". quando disse isso a camilo, ele disse que o seu chefe (que deve ter uns 40 anos), ao ver as camisas
amassadas de camilo, perguntou: "sua esposa nao passa suas camisas?". brother, nao sei, mas as camisas sao MINHAS ou DELE? dai, quando eu aprendi a passar as camisas, mme her vem com outra: "seu
marido tah feliz agora que voce aprendeu a passar as camisas". gaguejei mas disse que ele tava feliz: pediu pra eu ensinar a ele a passar roupa. ela riu sem graça.

bom, eu gosto das casa arrumada. nao acho que sou neurotica com essas coisas. me recuso a passar minhas roupas, o chao do quarto vê vassoura mensalmente, nao sei cozinhar, mas o nosso quarto eh em
ordem. camilo faz a parte dele, cozinha muito mais e melhor do que eu. e, rapaz, tenho sido bastante feliz assim, sel essa de precisar ser escrava.