Irmãos

Publié le par alinemariane

Sempre levei a sério esse negocio de irmaos. Pra mim, diz muito sobre uma pessoa o fato de ela ter irmaos ou nao, se é a mais velha, do meio ou a caçula, quantos irmaos meninos, quantas irmas meninas... Claro que nao acho que seja nenhuma regra, mas gosto de ficar observando o que os irmaos mais velhos têm em comum comigo.

O que eu nao imaginava é que essa relaçao de irmaos poderia ser mais complexa do que a minha propria relaçao com meus irmaos...

Eu, irma mais velha

Meus irmaos e eu nascemos em anos que o Brasil perdeu a Copa do Mundo: 1982 (eu), 1986 (sis) e 1990 (Du).

Brinco que minha irma é minha memoria extra que ganhei aos 3 anos e 3 meses. Minha memoria começa exatamente no nascimento dela, minha lembrança mais antiga. Acho que esse foi também o meu primeiro trauma. Minha mae diz que a gente brincava juntas quando pequena, mas nao lembro. So começamos a nos dar minimamente bem depois de adultas. Nao temos nada em comum. Irmaos costumam se parecer, ter traços fisicos em comum, mas eu e ela nao temos nada, fomos feitas com os genes completamente opostos. Nao é à toa que ela faz toda a faculdade da matéria que eu mais odiei: estatistica!

Ja meu irmao é o tipico caçula-unico-menino. Mimado por ser o mais novo e ainda preservado das "aprendizagens" obrigatorias de menina (afinal, homem nao precisa aprender a cozinhar, lavar louça, limpar a casa, grrr!). Ainda bem que ele cresceu, foi morar em Sao Paulo (e ser uspiano como a irma, ai, orgulho!), teve que se virar e virou um gentlemen. Intercalei fases de baba-faz-tudo e de desprezo total por ele.

Ja deu pra notar a complexidade da coisa? Mas paro por aqui com a blogterapia, hehe.

Irmaos senegaleses


"Irmao" e "primo" é uma confusao no Senegal. Eu morria de rir com uns amigos que tinham irmaos ou primos em cada canto da cidade! Por fim, desisti de entender a complexidade das relaçoes familiares por la, mas a questao dos irmaos é realmente interessante.

A familia poligamica é numerosa, numa média de dez irmaos / meio-irmaos por pessoa. E o lugar que você ocupa nessa fila é muito importante, de maneira que sempre se apresenta um irmao / irma como "esse é meu irmao mais velho, o terceiro de doze". Isso porque essa cultura dos irmaos é muito forte por la: o mais velho é sempre responsavel pelos mais novos, nao importa a idade.

Cada familia acaba tendo ao menos um irmao mais novo parasita, que vive em funçao dos mais velhos. Na casa da minha familia de amigos, onde morei, tinham dois irmaos solteiros e outro casado com dois filhos que eram sustentados pelo meu amigo!! Um outro amigo tem irmaos mais novos super ricos, mas prefere pedir dinheiro emprestado para o Loic, porque pedir dinheiro para os irmaos mais novos é uma desonra!

Conheci muita gente descontente com isso. Essas relaçoes de obrigaçao financeira em relaçao aos irmaos faz muito empreendedor quebrar, pois acontece dos irmaos mais novos perceberem o sucesso e pararem de trabalhar - caso dos meus amigos. Você percebe que quem consegue acumular algum capital na vida, geralmente, sao os caçulas. Um conhecido dizia que era esse o motivo do atraso africano, que precisavam aprender o individualismo com os europeus. Nao exageraria nesse ponto, mas é verdade que a obrigaçao de dar mesada para toda uma familia gigante é realmente desanimador...

Irma bonita

Cunhada em francês é belle-soeur, ou irma bonita. Tenho uma, irma mais velha do Loic. Eu a acho bem legal, apesar do proprio Loic dizer que ela é temperamental. Ela esta doente, vai fazer uma cirurgia e tudo. E eu tenho que ficar no pé do Loic pra ele ligar pra ela! Se nao fosse os meus e-mails e os raros telefonemas por insistência minha, acho que nao teria ninguém da familia se preocupando com ela. Nao que a familia do Loic seja um exemplo de familia francesa, mas esse desprezo todo me choca!

Ai outra vez eu termino um post chegando a conclusao que o bom mesmo é no Brasil, um meio termo entre o individualismo europeu e os excessos familiares africanos. Nao que eu acredite 100% nisso...

Porém me vejo vivendo eu mesma num conflito um pouco assim, de achar que tenho uma responsabilidade em relaçao aos meus irmaos, afinal, sou irma mais velha, e um individualismo do tipo "eu nao tenho nada a ver com as questoes deles". Dura a vida de quem escolhe o caminho do meio, nao?!

E viva a blogterapia!! hehe

Publié dans em português

Commenter cet article

Helena 10/10/2009 02:06



Eu adoro família grande, mas lá em casa era só eu (caçula) e meu irmão, dois anos mais velho. A gente quase se matava. Era um arranca-rabo só. Mas só entre a gente, porque se alguém mexia com ele
eu virava uma fera e idem do lado dele. Bem pequena eu vivia imitando ele, querendo brincar com ele e os amigos, tanto que eu era quase um menino!

A família do maridón é enorme: tanto a mãe como os pais têm vários irmãos, e, consequentemente, eles têm vários primos. Como uma típica família francesa, eles são três: maridón é o do meio (já
notou que os franceses, pelo menos os que tiveram filhos lá nos anos 80 e 70, todos têm três filhos? acho que, nessa época, para receber mais benefícios do governo tinha que ter três. Talvez isso
siga, ou tenha reduzido, o certo é que muitas das pessoas que conheci na França da mesma faixa etária que eu têm dois irmãos. Fecha parênteses e isso fica para, quem sabe, um post, hehe). Ah, e
me dou super bem com ma belle soeur e mon beau frère :)



mariana 08/10/2009 13:50



Aline, que coisa curiosa esta da relação de sustento entre irmãos no Senegal!! Deve bater um abuso de vez em qdo nos mais velhos né!! e imagino que com a ^poligamia, todo mundo deve ser mesmo
primo ou parente de todo mundo!!!
eu não tenho irmãos, sou filha unica... e varias vezes as pessoas pegam no meu pé por isso..."vc so esta fazendo isso porque é filha unica". Na infância sempre quis ter irmãos mas confesso que na
adolescência me sentia no paraiso por não ter nenhum! Pelo menos tenho varios primos entre os quais alguns poucos são como irmãos... mas so morando junto para sentir o drama mesmo né?
é bem diferente mesmo.. meu maridão aqui tem outros três irmãos homens, o que diz muito sobre a dinâmica da familia! Imagina um lar de cinco machos!!!
Brincadeirinha de porrada e papo de futebol é o que não falta!!! hehhee!
bjuuus!



Amanda 08/10/2009 09:15


Sorte a sua de ter dois irmãos pra reclamar! Eu sou filha unica e sempre sonhei com uma irmã (ou irmão). Queria sentir como é essa relação tão dificil de entender. Bom, mas os amigos são quase
irmãos também, não? Tbm tenho uma belle-soeur, mas a gente não tem absolutamente nada em comum. Se eu tiver um filho, pobre dele, que não vai ter uma penca de primos como eu tive!