Teranga x Politesse

Publié le par alinemariane

Teranga é a palavra utilizada pelos senegaleses para se referir à hospitalidade e ao senso de acolhimento dos proprios senegaleses. Ou seja, a hospitalidade é tao impregnada na cultura desse pais que existe uma palavra exclusiva para tal!

Politesse pode ser traduzido em português como polidez, ou mais, correntemente, gentileza, boa educaçao ou cortesia.


Tanto hospitalidade quanto politesse sao maneiras de se pensar no proximo, de se relacionar. Confesso que, mesmo sabendo que sao coisas distintas, tinha a sensaçao de serem proximas: hospitalidade, gentileza, cortesia, boa educaçao - e ainda bom humor, simpatia... Enfim, nao têm nada a ver. Sao meras qualidades humanas que seriam otimas se estivessem juntas. Pena que raramente estao...

O Senegal, que esbanja teranga, peca seriamente em politesse. Ja comentei que a hospitalidade senegalesa chega a ser impressionante mesmo para uma brasileira! Em Dakar e principalmente nas cidades menores, todo mundo, mas TODO mundo convida pra uma visitinha. E insiste. E oferece comida, bebida, paga o taxi. As vezes você nota que nao ha para todos, mas você recebe o que ha de melhor; chegam ao ponto de "expulsar" alguém da casa pra que você tenha o melhor quarto pra dormir. O contrario também é valido: visitam bastante, também. Acho que nao houve um unico dia em que nao tenhamos recebido visitas... Você vê que tudo foi carinhosamente bem preparado, que as pessoas estao bem-vestidas, sorridentes, que houve um esforço pra deixar tudo impecavel. Mostram a casa toda, os animais, os eletrodomésticos, albuns e albuns de fotos da familia. Enfim, mundos e fundos para agradar a visita!

Por outro lado, nao sao nada gentis. As palavrinhas magicas "S'il vous plaît", "Merci", "Pardon" e "Excuse-moi" sao raras! Mesmo em wolof, raramente (ousaria até dizer jamais) os senegaleses dizem "Por favor", "Obrigada", "Com licença" ou "Desculpas".

Exemplo: Alguém pede para que você fazer alguma coisa. é mais que sua obrigaçao. Você pega as moedinhas que cairam no chao e entrega para a pessoa. Ela nao diz nada. A pessoa passa e quase derruba você. Também nao diz nada. Entra gritando na sua sala do escritorio. Como se fosse super normal.

Interessante que, por outro lado, o cumprimento (uma forma de gentileza, nao?!) é gigantesco. Eu era cumprimentada assim:

- Salam aleykoum (é em arabe, quer dizer "Que a paz de Allah esteja com você". A resposta é "Aleykoum Salam". Algumas vezes se diz "Bonjour" e "Bonsoir", também)
- ça va?
- ça va bien?
- ça marche? (traduzindo é "funciona?", mas seria algo como "tudo beleza?")
- E o marido? (pois é, o Loic virou marido. Nao da pra explicar ser namorado e morar junto... Sempre a primeira pergunta para as mulheres, mesmo se solteiras)
- E os filhos? (também é pergunta obrigatoria para as mulheres, até quem sabia que nao tenho filhos me perguntava "et les enfants?". Depois descobri que deveria responder "Quando Deus quiser" para nao ter que ficar dando explicaçoes)
- E a familia no Brasil?
- E o calor?
- E a saude?
- E a estada no Senegal?
- E o trabalho?
- E o dinheiro?
- E X, Y, Z? (nome de todos os possiveis conhecidos comuns)

Aprendi a ficar respondendo "ça va très bien" sem pensar. Acontecia até de continuar andando e deixar a pessoa falando na outra sala ou do outro lado da rua. Como a maior parte dos cumprimentos, é meramente formal, ninguém quer realmente saber se esta tudo bem, se você tem dinheiro ou nao. Como é longo e às vezes as pessoas têm pressa (ou nao têm saco), você vê alguém gritando na rua "Maa ngi fi" (que quer dizer "ça va bien") para outro que o cumprimenta ha duas esquinas atras!

Mais exemplos de falta de politesse: Nao existe fila, as pessoas se aglomeram e ficam se empurrando. No aeroporto de Dakar, reparei que o tipo de funcionario que mais tinha era exatamente o organizador de filas e que existia uma certa resistência por parte dos senegaleses! Super normal alguém chegar depois de você e ser atendido antes simplesmente porque entrou na sua frente "na marra". Nunca se cede lugar no onibus, os carros se vêm no direito de andar inclusive pela calçada (ou por o que era a calçada) e buzinar 100% do tempo, o taxista escuta musica no ultimo volume e reclama (!!) quando você pede por favor pra baixar, todo mundo (até quem você nao conhece) se vê no direito de pegar suas coisas emprestadas sem pedir, nao tem nada de mais em desligar o telefone sem dizer tchau, etc. etc.


Breve triste historia sobre gentileza

<< Um dia peguei a maior chuva no caminho do escritorio para casa. Mesmo com guarda-chuva, estava ensopada e em alguns minutos a rua por onde eu caminhava virou um verdadeiro rio! Nao tinha o que fazer a nao ser entrar debaixo de uma marquise e esperar a chuva passar. E, por um acaso, era a marquise de uma Quincaillerie ou uma loja de pequenos materiais de contruçao. Entrei e o vendedor ja se levantou para me atender. Eu so disse "é a chuva", pois para mim era evidente que eu estava entrando ali porque era impraticavel continuar na rua. Mas o vendedor insistiu. Eu disse, nao, obrigada. Ele insistiu, insistiu até que  "Se você quer ficar na loja, precisa comprar alguma coisa". Obviamente, nao precisava de nenhum prego, pincel ou cano, talvez se fosse uma Boutique compraria um pacote de bolachas, sei la. Supliquei que nao tinha condiçoes de sair, que a rua estava alagada, eu tinha minha mochila... Bem, nao teve jeito, o vendedor começou e me olhar feio e eu sai na enchente, desviando dos lixos flutuantes. Nessa hora, a primeira coisa que pensei foi: Cadê a teranga?! Bem, ela nao existe se a relaçao é de consumo...>>


Na França, a historia é exatamente o contrario: muita politesse, pouca hospitalidade. Sem duvida, "Pardon" (um misto de "Desculpas" e "Com licença") é a palavra que mais se escuta no metrô de Paris. Dez em cada dez. A pessoa nem encosta em você e ja diz "Pardon", vai passar pelo corredor vazio e diz "Pardon". "Por favor" e "Obrigada" sao mais que obrigatorios em qualquer comércio. Pode nao ter nenhum sorriso, mas as palavras de gentileza estao la!

As açoes de gentileza também. Nunca vi uma velhinha em pé no onibus, os carros param quase sempre para o pedestre e respeitam o ciclista (pois é, pra paulistana isso é o maximo em gentileza!), filas organizadas (nem precisa de catraca!), pouco lixo no chao etc. etc. As pessoas podem se odiar, mas prezam pela boa educaçao.

Porém, falta um pouco de hospitalidade. Super normal entrar e sair de uma loja sem ver um vendedor (nao que eu ache isso necessariamente ruim), atendimento em restaurantes e hotéis sao frios, desinteressados em preservar o cliente. Os amigos raramente convidam pra dormir na casa deles, visita quer dizer um jantar, um almoço, um "apero" e so, mesmo que você venha de longe. No Senegal, a unica vez que nao ficamos no melhor quarto da casa foi justamente na casa de um francês (foi o dia do lagarto debaixo do lençol, hehe!).

Espero encontrar um lugar onde a regra seja ser hospitaleiro e gentil. Existe?! O mundo seria melhor se teranga e politesse andassem juntas...

Publié dans em português

Commenter cet article

Barbara 21/09/2009 16:00

Ola, acabei de achar seu blog por causa do post de mutilacao feminina (que esta excelente) e fiquei rindo aqui desse post (depois de me recuperar da porrada do outro post). Eu moro em Londres e aqui a politesse impera, mesmo que as pessoas se odeiem. Eu acho otimo! Quanto a teranga, os ingleses nao sao famosos pela hospitalidade, mas eu nao tenho queixas, sabia? O povo sempre chama para ir na casa deles (principalmente quando eu estava fazendo mestrado), convida pra dormir depois que o metro acaba... Nao eh nada demais, nao rola comida especial, nem arrumam a casa para vc. Mas sei la, eu acho suficiente.

Helena 18/09/2009 17:17

Acabo de ler o primeiro post do teu blog e fiquei com uma dúvida. É jornalista também? :)

Helena 18/09/2009 17:08

Olá! Uau, que blog lindo, que experiências incríveis! Só li um pouco, mas estou com vontade de lê-lo do começo ao fim (espero que ele não tenha um fim) :)Eu admiro muito as pessoas que se lançam em aventuras como essas, fiquei bem curiosa para entender o que vocês foram fazer no Senegal...Sobre o teu comentário lá no meu blog (obrigada, merci!): tem que começar a escrever, depois a gente vai aprimorando. Na verdade, ainda faço muitos erros, procuro no dicionário, no conjugateur, pergunto pro maridón, e depois que publico ainda vejo outros erros... mas é assim que vamos melhorando! O ruim é que para publicar um post que em português demoraria alguns minutos, às vezes demoro muito! Mas quem sabe você já não começa o blog bilingue agora? :)Um grande abraço e boas aventuras em Paris. Quando vier para SP, se quiser, podemos tomar um café juntas.

Amanda 18/09/2009 13:07

Eh, acho que se for pra escolher, eu tbm prefiro a politesse. Sei la, da a impressão de gente civilizada, sabe? E não sei se ia me sentir à vontade sendo tratada melhor do que as pessoas que moram na casa!Uma coisa que eu queria te perguntar, é sobre a mutilação genital feminina. Pelo que sei, ela é bem comum no Senegal não?

Raiza 18/09/2009 02:38

Realmente, o ideal seria que teranga e politesse andassem juntas,mas como não se pode ter tudo na vida,eu fico com a politesse.