Uma questão de idioma

Publié le par alinemariane

A francofonia faz mal ao Senegal.

Claro que essa é a minha opiniao, opiniao de nao-francofônica.



O idioma* falado por mais de 90% dos senegaleses é o wolof e os outros cerca de 10% falam peul e serere, todos idiomas originarios africanos. Acontece que a lingua oficial é o francês.

Momento imaginaçao-explicaçao simplista: idioma mais falado x idioma oficial
Imagine que você fala português, sua familia fala português, vizinhos, amigos. As cançoes de criança, piadinhas e mesmo as oraçoes que você conhece sao em português. Você fala e escula so português na igreja, na lojinha, no radio, nas suas musicas preferidas, nos programas mais populares da TV. Porém todo e qualquer papel oficial é em... russo! Sim, uma simples receita médica e a sua certidao de nascimento sao em russo. As placas de sinalizaçao, os jornais, os rotulos de produtos, os livros, tudo escrito nao so numa lingua estranha como num alfabeto diferente. E, o pior: na escola, suas aulas sao em russo. Você, que nunca falou russo nem casa nem na rua, é obrigado a aprender a ler e escrever nesse idioma e, além disso, aprender coisas super complexas como a tabuada (ai!) em russo!!!

Isso é o que acontece por aqui. Uma taxa de alfabetizaçao que mal atinge os 30% da populaçao tem seu fosso ampliado pelo fato de que ler e escrever é um direito reservado àqueles que dominam o que eles chamam de "lingua dos toubabs".

Sabemos e como brasileiros lusofônicos somos um bom exemplo de como o idioma é um forte instrumento de dominaçao. Mas, como os franceses nao dizimaram os africanos (ufa!), como fizeram portugueses e espanhois em sua colonizaçao, eles conseguiram uma outra maneira de aliena-los e deixa-los ainda mais fracos.

Por aqui, tudo o que é importante ou sério é em francês e so o que é popular é em wolof. Qual auto-estima que resiste a isso?! Um pais que nao se leva a sério nao sera nunca levado a sério (momento brasileiros vestindo a carapuça, hehe).

A publicidade ja percebeu isso e é comum ver, na TV e nos cartazes das ruas, propagandas escritas em wolof. Na origem, o wolof é escrito no alfabeto arabe, mas existe uma adequaçao fonética feita pelos franceses e imposta (!!) que é usada nessas peças e mesmo na Internet - wikipedia em wolof <wo.wikipedia.org> tem menos de 100 artigos, mas da pra ter uma idéia da complexidade do idioma.

Nao sou ingênua em pensar que todos os problemas da Africa se resumem a um idioma. Mas é evidente que esse é mais um direito que foi negado aos senegaleses: o direito de se expressar formalmente na sua propria lingua!!

Como se os senegaleses fossem estrangeiros no seu proprio pais.


* é comum se referir ao wolof como "dialeto" e isso nao é errado. Mas, como acho que "dialeto" tem uma conotaçao negativa, como se fosse um idioma menor, preferi usar "idioma" e "lingua".

Publié dans em português

Commenter cet article