Bronzeado ao contrario

Publié le par alinemariane

Comentei no post anterior sobre a obsessao das senegalesas por parecerem mais brancas. Estou conhecendo mais a fundo esse cosmético em especial e ficando cada dia mais assustada!!!


Publicidade de creme clareador, em Dakar. DIz " A verdadeira beleza africana"

Ja usei creme autobrozeador para ganhar uma corzinha no dia a dia corrido de Sao Paulo e confesso que, se nao fosse o cheiro ruim, usaria sempre! Adoro ficar bronzeada!!

Movida pela curiosidade ao contrario, afinal, como querer ficar branca enquanto estou querendo ficar mais morena?, fui conversar com uma revendedora especialista. E fiquei chocada! No começo da conversa, ela me explicou que o verao nao é uma boa época para o seu negocio, que por conta do sol, os cremes clareadores vendiam menos, pois "dava alergia". Quis conhecer esses produtos melhor.

Os tais cremes clareadores têm como componente essencial uma substância que conheço bem: a hidroquinona. Seria capaz de desenhar a formula, lembrando das boas aulas de quimica orgânica do colégio. Bem nessa época, quando tinha uns 16 anos, fiz um tratamento intesivo contra espinhas (incrivelmente faço tratamento contra espinhas ha quase 15 anos, um tratamento que ja é adolescente!) e tive que usar a tal hidroquinona. Mesmo com muito filtro solar, fiquei com o rosto bem vermelho, se seria horrivel hoje, é ainda mais horrivel quando se tem 16 anos... Talvez por isso nunca esqueci...

Mas deixando os traumas de lado e falando da hidroquinona: esse composto orgâncio aromatico é usado para relevelar fotos (na época em que as fotos ainda eram reveladas e nao impressas) e, numa concentraçao bem baixa, na medicina dermatologica para o tratamento de manchas escurecidas. Todavia, por atuar diretamente nos melanocitos e ser fator de mutaçao de DNA in vitro, a hidroquinona é um potencial agente causador de câncer de pele! Isso ainda nao foi totalmente provado, mas ja foi o suficiente para que a Uniao Europeia banisse esse composto de qualquer cosmético e limitar o uso por indicaçao médica (os manipulados). No Brasil, também nao é permitido em cosméticos, mas pode ser vendido sem prescriçao médica se em concentraçao inferior a 2%/

Os cremes clareadores vendidos aqui têm concetraçao de até 6%, descrito no rotulo em inglês. O mais vendido (esse da propaganda) tem 3% e é horrivel, segundo a minha amiga vendedora - que, obviamente, nao vende esse. Ha ainda um super ultra mega, cuja concentraçao é desconhecida, pois o rotulo em arabe nao tinha muitas informaçoes compreensiveis...

Ela me contou que esse super ultra mega é mais usado por noivas às vesperas do casamento ou em ocasioes especiais, ja que pode causar o que ela chama de alergia, uma vermelhidao, descamamento e coceira que somem em menos de uma semana depois do uso. Ja os outros podem ser usados todos os dias, mas no verao é dificil, porque a tal "alergia" é mais frequente. Todas as mulheres usam, com ou sem "alergia" por isso ela vende tao bem.

E o protetor solar? Perguntei. Nada, nao conhece quem use, é muito caro. E na gravidez? Usa também e é especialmente indicado para evitar as conhecidas manchas de gravidez. Fiquei chocada!!

Pesquisando superficialmente, nao achei nada sobre indice de câncer de pele nas africanas. Mas fiquei preocupada...




Meus posts sao cada dia mais femininos... isso que da passar o dia cercada de mulheres!

Publié dans em português

Commenter cet article