A lavadora de roupas e a economia

Publié le par alinemariane

Adoro falar de economia com os franceses. Principalmente porque, como brasileira dos anos 80 / 90, passei por um verdadeiro curso de economia durante a vida. Mas o tema do post é, na verdade, a realçao da maquina de lavar roupas com a economia.

Numa conversa de boa namorada com a avoh do Loic sobre a importância da maquina de lavar roupas, ela lembrou nostalgica: "Ah, eu me lembro quando comprei a minha, em 1968, ela tinha um rolinho pra torcer a roupa..." Depois de imaginar o tal rolinho como aquele do episodio do Chaves, eu me liguei: "Nossa, 1968"!!

Parênteses 1:
Meus pais compraram a primeira (e unica!) maquina de lavar de casa em 1986/1987, em pleno Plano Cruzado. Minha avoh e minha tia devem ter feito a mesma coisa, pois as lavadoras sao quase idênticas. Eu me lembro bem da propaganda, pena que nao achei no YouTube: uma moça saia de dentro da maquina, vestida de estatua da liberdade, o maximo!! A lavadora é grande, pesadona, de metal bruto. Dizem que é muito boa, que nao se faz mais assim. Boas lembranças do Plano Cruzado.

Parênteses 2:
Lavadora de roupas foi meu primeiro eletrodoméstico, acho que em 2003.  Parcelado, em varios boletos. Antes mesmo de ter uma geladeira ou um fogao, eu tive uma lavadora. Detalhe importante: eu era uma mera estudante-estagiaria, contei com ajuda dos pais, mas quando até uma estudante-estagiaria pode comprar uma lavadora, é um bom sinal da economia, nao?!

Parênteses 3:
Nao tenho maquina de lavar aqui em Paris. Nao teria espaço nem pra maquina em si, nem pra secar a roupa. Lavo e seco na lavanderia, a cada duas semanas. Nao é caro e é bem pratico, em 2h uma roupa que estava suja estah prontinha pra usar!

Depois da pergunta "E como você vai fazer em Dakar?",  me liguei que nao teria lavadora, nem lavanderia, nem agua suficiente... Serah que vai precisar dos 18 anos que separaram a primeira lavadora de uma familia classe média francesa de uma familia classe média brasileira? Ou os 35 anos até a real democratizaçao do produto?

A lavadora é um bem supérfulo, mas essencial. Com problemas graves de abastecimento, nao faz sentido gastar agua pra deixar a roupa macia e cheirosa. Mas nao me imagino lavando roupas no tanque, no balde ou no rio, muito menos deixando de lavar em pleno verao.

Os eletrodomésticos, sem duvidas, formam um bom indice de desenvolvimento econômico.

Publié dans em português

Commenter cet article

Sarah 20/06/2009 04:00

Máquinas, máquinas. Não acho a da mãe tão boa, acredito que as pás estragam as roupas. Percebi isso lavando minhas roupas nos EUA e confirmei quando aprendi a usar a sua máquina que está aqui em Osasco (estou lavando minhas próprias roupas, muito fácil pq eu mal troco de roupa e são todas rosas e não precisa separar por cor). Sobre a econimia, só manjo do meu porquinho. E você não vai ter que lavar roupas em Dakar, dado que você mal tem roupa. Deixa a do dia anterior tomar um solzinho e tá tudo certo (fala pro Loic que isso não funciona com homem)